terça-feira, março 3

AVES RARAS

É prática corrente e este à semelhança dos outros não seria diferente, anos eleitorais, guerras politicas que quando vazias de conteudo, de propostas concretas e fundamentadas, são hilariantes. O abismo do ridiculo aguarda a queda em flecha dos socialistas alentejanos que apostaram no cavalo errado para a corrida eleitoral - Intervenção Social -
O trabalho autárquico desenvolvido pela CDU é orientado em função de vectores que contemplam fundamentalmente as pessoas, preocupação primeira para o desenvolvimento do trabalho em todas as áreas.
Desenvolvimento harmonioso - preservando a qualidade de vida das pessoas;
Modernidade e Criatividade - na implementação dos projectos e como polo impulsionador do conhecimento; ( de tal forma que as autarquias geridas pelo PS, só tardiamente copiam e implementam os mesmos projectos);
Preservação da Identidade Histórica e Cultural das populações.
É um trabalho que abrange as várias faixas etárias e problemáticas das familias.
Concretizando:
  • CPCJ ( Comissões de Protecção de Crianças e Jovens em risco) - a verba disponibilizada pelo poder central não contempla o pagamento de:
- Instalações,
- viaturas,
- equipamento e material de desgaste necessário ao desenvolvimento do trabalho,
- técnicos e administrativos a tempo inteiro, funcionários das autarquias e que viabilizam o funcionamento das mesmas, sendo o seu vencimento pago pelas autarquias.
  • PCHI ( Programa Conforto Habitacional para Idosos) - Da responsabilidade do poder central, mais uma vez procuram as autarquias para parceiros e viabilizar no terreno medidas de politica social que de outra forma não lhes seria possível. Neste programa são partilhadas as responsabilidades da seguinte forma: Ao poder central coube assegurar o pagamento dos materiais necessários às intervenções nas habitações dos idosos, cabendo ás autarquias assegurar o pagamento da mão de obra, mas os custos de bastidores não são referidos no protocolo e mais uma vez sobra para as autarquias.
- recepção de candidaturas, implicando muitas horas de trabalho de várias pessoas para o mesmo,
- instrução das mesmas,
-viaturas e pessoal técnico para visitas domiciliárias e respectivo diagnóstico de necessidades,
-técnicos e outro pessoal para implementação, acompanhamento do processo e acompanhamento de obras,
- após a conclusão das mesmas, mais técnicos e outro pessoal para intrução da candidatura ao pagamento por parte do estado à parte que lhe compete e da qual assumiu compromisso de pagamento em protocolo.
  • SOLARH - Programa de recuperação de Habitação para familias carenciadas, onde ao poder central cabe disponibilizar uma verba definida para a recuperação das mesmas e às autarquias o papel de mediador, significando isto, em termos de custos,
- pessoal técnico da área social e engenharia para sinalização das situações objecto de candidatura,
- diagnóstico, instrução do processo
-e candidatura final ( com um infindável numero de papeis a preencher )
- posterior acompanhamento já na fase de implementação, muitas horas de trabalho pago pelas autarquias,
- viaturas para as visitas domiciliárias sempre que se justifiquem, dada a dificuldade de mobilidade de muitas das familias e os poucos recursos destas sobretudo em concelhos em que a sede, dista das freguesias muitos kilómetros.
  • RSI( Rendimento Social de Inserção) - mais uma medida de politica social que tem como parceiro obrigatório as autarquias, cujo papel é tão sómente,
- apoiar com mão de obra e materiais a recuperação de habitações de familias beneficiárias da medida,
- realojar em habitação social outras tantas,
-custear intervenções a nível de higiene habitacional.
Para além deste, há todo um trabalho de intervenção social efectuado por opção politica dos executivos camarários CDU e que extrapola em muito as competências para o efeito e pelo facto de se situarem numa linha de bastidor, não são visiveis e nem dão qualquer protagonismo aos eleitos CDU, que também não o procuram, mas que implicam a disponibilização de verbas que poderiam ser canalizadas para intervenções da sua competência e que certamente teriam a visibilidade necessária para o desenvolvimento de boas campanhas eleitorais.
São apenas alguns exemplos da participação e envolvimento das autarquias num trabalho de parceria com o poder central para a implementação de politicas sociais que deveriam ser da inteira responsabilidade do mesmo, uma vez que foi este, que atirou para a situação actual de pobreza as familias, fomentando o desemprego, permitindo a retirada de direitos conquistados ao longo de muitos anos de lutas e criando a instabilidade em que o país se encontra.
Levaram as pessoas a uma situação de completa dependência institucional, empurraram-nas para as situações de caridade em que se encontram e vêem reivindicar ao poder local CDU, o quê?
Tenham vergonha na cara, de uma vez por todas, porque constituem-se como meras peças de uma engrenagem demasiado sofisticada e maquiavélica para a vossa tão curta e suburbana inteligência, assim, nem nos lugares de assessores dos assessores vocês têm hipótese.
Vão lançando as achas, numa clara tentativa de desestabilização que a malta vai-se divertindo imenso, e já agora, fica-lhes muito mal mesmo a sofreguidão com que tentam roubar espaço e protagonismo aos profissionais da área das artes circenses, porque esses sim são profissionais e sérios no trabalho que fazem.

5 comentários:

mfc disse...

Este Governo é uma completa desgraça...e depois até fazem ceninhas de lágrimas ao canto olho tipo telenovela rasca!

XICA disse...

Com o país completamente de pantanas, será que o povo ainda se mantém na dormência que o caracteriza?

Manuel Cataluna disse...

Boa noite,
Dezoito valores pelo texto:
Quinze valores por a resposta acima...
Abracito do salta capim...

Manuel Cataluna
DFA

XICA disse...

Compadre, que forreta na pontuação da resposta, sará mode cu país tá em crise?
Muitos mimos

Manuel Cataluna disse...

Boa tarde,
Nã ei não senhor:
É do ráio da caneta que tem o aparo partido...
Valá! um abraçito, para não dizer que sou forreta.
O môço da garrite!

Manuel Cataluna
DFA