sexta-feira, fevereiro 13

EMOÇÕES



Não consigo explicar as emoções sentidas ao olhar o horizonte e a palete de cores únicas que um céu de azul intenso do Alentejo me dá; não consigo explicar a emoção, ao sentir o sol acariciar-me suavemente como se quisesse preencher-me os vazios da distância; não consigo explicar a alegria sentida ao recordar precisamente hoje, as emoções do dia 13 de Fevereiro de 2008.

Rotinas, cansaço, comportamentos automatizados feitos de um completo desinteresse.
O desespero estimulava a imaginação mas o isolamento e a inexistência de feedback conduzia novamente ao desalento e ao desinteresse.
Era assim, mas o entusiasmo de uma grande amiga, numa manhã luminosa e fria de Fevereiro, com um sol grandioso como só o Alentejo sabe produzir, constituindo um sopro de brisa fresca e limpa, surge “O CATRINA”, e uma XICA renovada de esperança, de expectativas e com uma enorme sede de descoberta de novos caminhos, novos horizontes.
Entre gargalhadas, vamos lançando as sementes da seara despretensiosa que queriamos, porque feita de afectos, carinho e de ternura.

Após a mensagem de BOAS VINDAS, surgem os primeiros amigos, vindos ao cheiro das estevas que crescem no meio da seara, da dormência e do aconchego de saberes e sabores, de ideias que vão fluindo transformadas em letras e finalmente os primeiros incentivos à continuidade.
A título de balanço direi que me sinto bem neste aconchego, que preciso e gosto muito de vos ter aqui, de vos receber aqui.

"Muntos Mimos" especiais neste dia.

6 comentários:

bulgari disse...

Que este seja o primeiro de muitos anos. Continua a prendar-nos como só tu sabes.
Mimos e mais mimos!

Susete Evaristo disse...

Estás? Estamos de parabens tu por este cantinho onde exprimes os teus sentimentos e emoções e nós, eu, porque ganhei uma amiga de que já não dispenso de vir visitar diariamente.
Um beijo acompanhado de grande e caloroso abraço amiga.

Antonio Lains Galamba disse...

«não há caminho. o caminho faz-se caminhando» obrigado por este sul, esta cal, os mimos fervendo nesses dedos apaixonados pelo efemero da vida. beijos. parabéns.

A Mar disse...

E eu sinto muito orgulho de te ter mostrado este pedaço de caminho. Um beijo enorme cheio de lagriminha ao canto.

mfc disse...

Muitos parabéns por este primeiro anito nestas andanças.
Embora seja um amigo recente, já gosto de de ti o suficiente para cá vir a cada passo.
Não é um elogio gratuito... tens mesmo um blog bem giro.
Um beijo grande.
Continua.

XICA disse...

Um pôço de emoções, é o que é. E neste momento elas são tantas que não sei descrever, apenas sentir, mas para quem não me conhece, digo apenas, que os olhos azuis estão cheios de lágrimas.
Um JINHO, mas um só e do tamanho do mundo para todos!