quarta-feira, outubro 8

VERDADEIRAMENTE BEM ESCRITO

Há alguns dias que ando a tentar escrever sobre duas coisas, os Amigos, aquela coisa maravilhosa que faz parte da nossa vida e tem uma importância crucial para nós e o Lixo que persiste em enfernizar a nossa vida de uma forma gratuita e sem um minimo de escrupulos. Todos os textos que encetei foram pobres e banais, achei que não era bem assim que queria simultâneamente, falar de algo que tem uma importância máxima ( os Amigos) e outra que pura e simplesmente não tem qualquer importância ( o lixo ). Sonhava com um texto curto, refinado daqueles que se tornam inesquecíveis e que a todo o momento citamos, não consegui, mas uma grande Amiga, fez-me o favor de o escrever mesmo sem que tivessemos falado sobre o assunto. Belo sentido de oportunidade MAR.

12 comentários:

*Mar disse...

Ainda bem que te foi útil, Amiga.
Mas isso só aconteceu porque pensamos e sentimos da mesma forma, portanto, ter sido escrito por mim ou por ti é irrelevante.
Beijo grande.

XICA disse...

Mar, as barraquinhas são muito o reflexo do nosso estado de espirito. Sinto-me bem na tua, tudo brilha, tudo é maravilhoso, feito com muito carinho e empenho, tudo flui com tanta facilidade; na minha sinto-me perdida, sem referências, tomara que esta situação se altere muito breve.
Um abração muito apertadinho, enquanto não me sinto bem na minha pele, vou estando pertinho de ti para ir buscar miminhos.

Susete Evaristo disse...

subscrevo inteiramente as palavras da Xica. Eu já não passo sem a vizita diária aqui a esta tua casa.
Beijinhos

revolucionaria disse...

A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas...

XICA disse...

Revolucionária, não concordo de maneira nenhuma com a tua concepção de amizade, contudo respeito a opinião.
Enquanto massa humana dotada de sentimentos, temos momentos de fragilidades em que nos apetece mimos, atenção, isto só nos dá quem está mais próximo de nós, família e/ou amigos, porque nos conhece e sabe desta necessidade.
Isolamento da humanidade? Não, apenas a salvaguarda de um bem estar para se redistribuir posteriormente.

Susete Evaristo disse...

Também não concordo contigo "Revolucionária" a amizade não isola, antes pelo contrário desenvolve o afecto e já diziam os antigos, amigo do meu amigo, meu amigo é.
E como todos temos pelo menos um amigo (o que não é o meu caso) temos pelo menos mais um amigo, que tem outro amigo e que é nosso amigo também.
Assim e ao contrário do que dizes quem cultiva uma amizade em breve é amigo de toda a humanidade, mesmo que virtualmente falando.
Há no entanto aqueles amigos especiais como o são para mim a Xica e a Mar.

Ludo Rex disse...

Desculpa eu estava com o nick do outro blog. Era eu o Ludo Rex.
Isolamento da humanidade, no sentido lato do conceito, pois não podemos ter a humanidade inteira por amiga, mas sim só algumas particulas dessa mesma Humanidade... Não sei se me expliquei bem. Kiss

XICA disse...

Ora o mé môço da boina, explicô-se mali e truz, as môças desancaram-no logo. Prontes, esclarecido o mal entendido e partículas tôdas juntas( sim, porque o momento é de união e não de suparações, mode a reacção)vamos continuar o nosso percurso - Rumo à Vitória -

XICA disse...

Susete, porquécagente ficô logo assim? Amigas à prumêra pescadela d´ôlho.

Ludo Rex disse...

Ai môças a confusão que prá qui fói... Tá tude bém... Bêjos

*Mar disse...

LOLOL e LOLOLOL! Até já o Ludo fala comás moças da margem esquerda. ;-)
Taméin, tadito que lhe cairam logo em cima, nem deram oportunidade ao moço de lhe perguntar que ele explicasse melhor o que queria dezêre...trongas.
Eu percebi logo a idéia à primêra (moça espertinha) :-)

*Mar disse...

(mas Xica, quando dizes que te sentes aqui perdida, sem referências, olha que não é isso que nós sentimos. Está-se aqui muito bem, na tua barraquita, eu encontro montes de referências, nas imagens, na poesia, nas músicas. POrtanto, isso vai ser uma sensação passageira, vais ver. E se tiver a ver com a decoração da casa, a gente tamein trata disso um dia destes, com tempo)