sexta-feira, março 7

DEDICATÓRIA


Porque entendo que estas questões devem ser tratadas com seriedade, objectividade e muita clareza, decidi-me por escrever o que me vai na alma. O dia 8 de Março, dia polémico para alguns, dia de histeria colectiva para outros, é para mim uma data que deve continuar a ser assinalada, por todo o historial que o mesmo encerra, e porque a verdadeira igualdade de genero efectivamente não se verifica. Este tema daria muito pano para muitas mangas, não vou dissertar sobre isto, vou apenas partilhar uma coisa que me foi entregue hoje pelo meu sindicato, algo com o qual se pretende assinalar esta data, e que reflecte uma grande sensibilidade por parte do(a) responsável pela escolha.
Trata-se de um envelope miniatura, contendo sementes de cravos, vermelhos, espero eu, porque já as plantei e fico à espera de ver crescer a planta, que dará por sua vez os cravos.
Esse envelope diz tão sómente isto
" UMA SEMENTE, UMA FLOR"
Para mulheres que apesar de tudo, não perdem a imaginação e sonhos.
Para mulheres que dentro e fora delas constroem universos para um Mundo de Solidariedade, de Paz, e de Igualdade
ASSIM QUEREMOS O MUNDO
continua com um poema
Tu
Mulher
Lutadora
Sacrificada
Companheira
Solidária
Sonhadora
Alavanca do futuro
Ao longo dos tempos
Sempre
Tão discriminada
Tens
Em teu corpo fértil
Lentura generosa
Para fazer germinar
Sementes
Dos cravos de Abril
Que hão-de
Desfilar em Maio
Ao peito
DE MUITOS MIL
Obrigado Amigos, Companheiros de muitas lutas, Camaradas, as mulheres agradecem esta homenagem, continuem, estamos no bom caminho, espero sinceramente.

5 comentários:

Mar disse...

Ó pá...tou praqui de lagriminha ao canto do olho, não se faz. E logo agora que eu vinha buscar inspiração para escrever o discurso de homenagem às mulheres amanhã, na hora de inauguração do monumento...inpirada estou, fiquei foi a achar que não há mais palavras, depois disto.
Um beijo

Susete Evaristo disse...

Amiga só porque não quero passar sem nada dizer te deixo aqui um abraço. É a terceira vez que quero deixar um comentário e nada me ocorre perante a beleza das palavras que escreves-te. Só posso dizer:Estou presente e contigo camarada assim como com todas as mulheres do meu país.

Mazdak disse...

belissimo post!

hasta...

xica disse...

Moços, vomecês nã imaginam contas vezes é tenti dezer alguma coisa, mas as palavras nã me saem, olhem bêjos. Os més compadris todos juntos cumé gosto, c´alegria.

xica disse...

Prontes, agora jé recuperi e arregaçi as maganas das mangas vâme lá animar barraquinha!