domingo, março 20

Quando a pele se toca, um arrepio e o desejo que aquele segundo se transforme na eternidade, os olhos enternecem-se e enlaçam-se em cumplicidades, é um querer ficar preso o resto da vida, ali, assim, para todo o  sempre, a olhar, a tocar, a amar.
E é um corpo que baila feliz, e uma mente que arde em desejo, e uma eternidade que não acaba nunca mais.

5 comentários:

mfc disse...

É isso tudo... e é indescritível!

miguelramos17 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mar disse...

E é luz e alegria e é céu e infinito e é vida e universo e é um mundo que, de repente, passa a pertencer-nos e a mais ninguém...
e é muito bonito.

Junior disse...

Lindo! Quando li a primeira imagem que veio em minha mente foi a do cabeçalho do seu blog. Sério! O texto e a imagem se completam!

XICA disse...

Obrigada Junior, é a escrita do coração...