quarta-feira, abril 15

TESTEMUNHO VIVO

O desalento, a frustração e a revolta são as sensações que ultimamente mais nos tocam.
A "miséria humana" com que lidamos, não a miséria provocada pelo desemprego e pela precariedade que dramáticamente povoa a nossa sociedade, mas a miséria humana no sentido lato do termo, significando, corrupção, compadrio, oportunismo e desrespeito pelos valores mais básicos, versus, desinteresse, apatia e conivência passiva, num total absurdo, facilmente a isso conduz.
Não sendo a solidão, boa conselheira na definição de estratégias, partilham-se preocupações com amigos e dessa partilha retem-se uma frase simples - apesar de tudo, não podemos baixar os braços - que foi mola impulsionadora de determinação, vontade, necessidade e urgência em homenagear todos, os que dedicaram uma vida à luta pela LIBERDADE e por uma sociedade mais humana, mais justa. Muitos deles viveram no anonimato, outros, injustamente ignorados na vida e na morte. São estes que nestes momentos constituem a fonte onde bebemos inspiração, a força impulsionadora de coragem e acção, alguns ainda e felizmente, símbolos vivos de resistência organizada ao fascismo legaram-nos a impressionante capacidade de trabalho nas mais adversas condições e a vontade férrea de vencer barreiras e limitações.
Obrigado João, és tu, o símbolo vivo que hoje homenageio e através de ti, todos os que como tu, a ingratidão dos homens matou na recordação, porque nunca deixaram transparecer fraquezas ou tão pouco as preocupações que exigiam a permanente dedicação.
(Ao grande amigo e camarada João Honrado) AINDA SOMOS MUITOS, MUITOS MIL, PARA CONTINUAR ABRIL

4 comentários:

Ludo Rex disse...

E continuaremos, Abril Sempre!
Besitos

XICA disse...

Desconheço o significado do "girassol" que escolheste, mas é lindo, adorei.

Ludo Rex disse...

Liberdade e mudança...
:-)
Kiss

XICA disse...

Se eu já gostava, agora gosto mais ainda, pelo que ele simboliza.
Brigado tovarich, pela explicação e muntos Besitos.