sexta-feira, fevereiro 6

O SOL












Quando nasce é para todos.
Completamente alheio a tudo, dá-nos estes momentos de rara beleza, que uns conseguem ver com um pouco mais de clareza que outros, mas todos de uma ou de outra forma são tocados, acariciados por ele.
No momento em que o planeta é maltratado, em que os homens se ignoram uns aos outros, em que os foruns politicos servem para quantificar problemas e não para os discutir qualitativamente, conduzindo ao descrédito, à apatia e ao conformismo, ele continua a dar-nos esta maravilhosa lição de vida.
E é tudo tão simples!

4 comentários:

Ludo Rex disse...

Belo, belo, belo... E é tudo tão simples!
Besitos del Sur

mfc disse...

É sim... nós é que tudo complicamos.
... e de que maneira!

XICA disse...

Ludo, muito a propósito de simplicidade, adorei a declaração de Paco Ibañez que me mandaste (obrigado tovarich), porque é exactamente o que eu acho e penso sobre o assunto.
Como pode o mundo ficar suspenso da prestação de um individuo como presidente de um país?
Besitos!

XICA disse...

mfc, então porque insistimos?
Tirar os pés do chão e olhar o mundo de cima, é um excelente exercicio que nos obriga a parar e durante algum tempo fazermos uma gestão da vida de forma mais harmoniosa, o problema é que esquecemos rápidamente, voltando tudo à primeira forma.
Muitos mimos