terça-feira, junho 17

UM MIMO E TANTO, TOLEIRÃO

Por afinidades politicas inicialmente e por questões profissionais mais tarde, fui ao longo de muitos anos “tropeçando” com alguém, que me era completamente indiferente, porque eu entendia que as pessoas a mim ou me faziam bem, ou então, pura e simplesmente me eram indiferentes, sempre me foi muito peculiar esta defesa.
O sentimento dele em relação a mim, penso que era muito semelhante, mulher que tem um palmo de cara, para ele, era algo para ver e só, e não muito frequentemente, porque o enjoam, agora que o conheço, até nisto o admiro, normalmente estas criaturas para o meu amigo, são parcas em inteligência, dizem-lhe pouco ou nada, se não as conhecer.
Sempre foi um individuo que valorizou a vida familiar acima de quase tudo, por isso mesmo, e esta pra mim, era a razão fundamental para o comportamento acima descrito – distanciamento ao sexo oposto, como sinal de respeito à companheira, aqui, manifesta-se o “conservadorismo” dele nestas questões; o cansaço, se não mesmo a exaustão profissional, levavam-no algumas vezes a ter um comportamento menos amistoso com colegas, no meu caso em concreto quando lhe pedia algo, irritava-me solenemente, muitas vezes, nem me deixar formular o pedido, remetendo-me de imediato para as chefias, (confesso que ficava ferida), eu não me estava a armar, só queria mesmo a tomada ou a lâmpada substituída.
Há males (na vida dele) que vêm por bem, provavelmente a maior disponibilidade pessoal, a serenidade conquistada, a paz interior, levaram-no a olhar as pessoas de outra forma, sem pretender protagonismos, de uma forma calma e subtil ele foi observando, ouvindo e só posteriormente se aproximando.
Habitualmente descreve-se como só sabendo “passar cabos”, eu por mim descrevo-o como um GRANDE SER HUMANO, que não esbanja gratuitamente sentimentos, e para quem, as coisas, sobretudo as pessoas, têm que ser algo mais do que aquilo que a vista alcança.
“ o Verdadeiro AMIGO é aquele que aparece, quando o resto do mundo desaparece” é ele, assim mesmo, o Sousa.
E já me esquecia ( esta, é a tua prenda de anos antecipada)

9 comentários:

Pjsoueu disse...

xica:
Ser amigo é estar presente
Ser amigo é quando ausente
Ser amigo é quando não queres
Ser amigo é dizer a verdade
e no abraço curar as feridas..

"Ser amigo é estar com a Xica, mesmo quando ela refila e gesticula para depois dizer estou aqui quando precisas...lol

Estou certo ou estou errado, CUmadri" Xica??

beijos do cumapdri Pj

XICA disse...

Escuta, PJ, e tu peracaso és "bruxo"? Vá lá aver, migo. Tá certo, mazéu na escrita sô assim tã transparente, q´intéi o gesticulari se vê? Tal tá a moenga!
S´isto dêxesse fazias um retrato, na volta acertava.

Pjsoueu disse...

rss,,,Xica..cumadri..
Um destes dias de munta calma vou assim a modos fazer-lhe um retratinho mais pomposo para dependurá.lo num paredi do mê monti e ficar sempre a admirá~la....ah pois qui nâ sô de pintori de meia tigela....comigo leva uma tela...pa ficari mais lindona no seu sentir...lol

XICA disse...

Cumpadri, desta vez a môça ficô comovida, bonito isto, sim senhor.
Mazé gostava munto mesmo de ser assim cumo vomecês me vêem.
A propósito cumpadri tive na barraquinha do cumpadri, tã nã éi que tameim tinha um post sobre a amizade.

eporfalaremretratos disse...

Vô xprimentar lá na barreca fazéri um!

Pjsoueu disse...

ai ai esta moçoila...atão teve na minha barreca e não me disse nada??...

isso num se faz ao cumpadri...
podíamos ter bebido um capilé ou uma aguardente de poejo...aah pois---

XICA disse...

Pj, não disse nada, porque os restantes comentadores já haviam dito quase tudo, o licor fica para a próxima.
Quanto ao migo do nome comprido cumócaraças, eu costumo dar às pessoas o Concelho da Vediguêra por ter bom vinho, a si, aconselho-o talvez a tentar uma outra prática desportiva menos perigosa que o TIRO, nã vá o alvo nã ser aquilo que se pensa, ou aparenta

bulgari disse...

Será que é o mesmo "esticador de fios" que eu tenho o previlégio de conhecer? É mesmo! Admito que ele consegue mexer com o nervoso miudinho da malta, mas de resto, está sempre quando faz falta.
Já agora Xica, o aniversário do rapaz é para quando?

XICA disse...

28 deste mês, Bulgari.