domingo, dezembro 28

2009



Apesar de tudo o que se avizinha, temos nas nossas mãos o poder de fazer deste novo ano - UM MARCO DE VIRAGEM PARA UMA VIDA MELHOR -

VAMOS A ISSO?

terça-feira, dezembro 23

SAUDADE, UTOPIA, VONTADE


AZEVINHO

Hoje, quando pelo mundo se ouvem os sons caracteristicos da quadra, se atarefam e ultimam os preparativos para mais uma comemoração do nascimento de alguém, para quem a palavra "SER" era mais importante que a palavra "TER", vêm-me à memória muitas recordações e uma tristeza infinita apodera-se do meu ser.

Fui criada por alguém que me incutiu principios e valores morais comuns aos da maior parte dos mortais, pensava eu, mas quando saí do meu pequenino mundo de aldeia, percebi que não era bem assim.

Ontem, quando eu era criança, o postigo da porta ficava aberto todo o dia, para vizinhos, familia e amigos entrarem sempre que quisessem, os presépios eram construidos por todas as crianças da rua, de musgo retirado junto às paredes de taipa, nos quintais.
Sentavamo-nos nos poiais das portas e sentiamos os cheiros dos doces e fritos cozinhados pelos mais velhos, normalmente, avós e tias que o faziam com todo o carinho e anteviamos a festa que se avizinhava.
As nossas prendas eram esses tão desejados doces que só se faziam uma vez por ano e as histórias que iriamos ouvir, porque os adultos sempre que se juntavam tinham muitas histórias para contar.
Os mais velhos eram autoridades dignos de respeito e consideração.

Hoje, eu vejo grades nas janelas, o medo estampado no rosto dos idosos, as crianças, essas são entupidas com telemóveis, playstations e afins, porque mais importante que uma boa conversa será qualquer ecrã, quanto mais gigante melhor.

De prenda de natal, pedem-se cirurgias plásticas, lipoaspirações, carros, etc, porque mais importante que o conhecimento é a diversão e o Ter.

Numa sociedade onde os deveres são ilimitados para cidadãos honestos, tenho saudades do tempo em que a honestidade era motivo de orgulho.

Numa sociedade onde há cada vez mais, direitos para criminosos, amnistias para corruptos e ladrões, tenho saudades da rectidão de carácter de ver os homens a olharem-se " olhos nos olhos".

Hoje particularmente quero aqui pedir ao pai natal que me traga de volta um Mundo Simples e Comum onde prevalecem , o Amor a Solidariedade e a Fraternidade como valores fulcrais.

Quero que não tenha sido em vão, a luta do meu ídolo por um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas se repeitem.

O NATAL....

segunda-feira, dezembro 22

VÁ LÁ


É mesmo a minha cara!
Nada de reclamações, este ano é de crise, mesmo assim eu continuo uma mãos largas, então
MUNTOS BESITOS PARA TODOS!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, dezembro 19

ODEIO



formular desejos de um bom natal e próspero ano novo, faz-me lembrar postais e porque considero estas frases feitas, demasiado impessoais e formais para pessoas com quem se partilha muita coisa ao longo da nossa vida, seja no trabalho ou na família, dificilmente o faço.





Massssssssssss, este ano, por ser o primeiro Natal que passo com vocês, aqui nesta barraca, vou abrir uma excepçãozinhaaaaaaaaaaaaaa e porque conheço montes de gente Gira e SexY, aproveito para começar pelos Feios, Ranhosos e com Mau Feitio!!!!!!!


Gingobelll, Gingobelll, já não há papel..............................

quarta-feira, dezembro 17

A VIDA

num círculo fechado, um conjunto de interesses movimentam-no como autómato.
Alguma coisa tem que ser feita....

A fonte impulsionadora de vida e de querer não existe mais e nesse lugar, o vazio imenso.

O sentir, agora é mais profundo, a identificação mais plena e a consciência maior.

Pensamentos inuteis, num correr compulsivo para lugar nenhum, nada preenche o vazio.....

Desse nada, uma imagem poderosa que se torna luminosa na sua vida; as perguntas martelam a mente, a atracção cresce e o desejo é mola impulsionadora que faz com que emoção e razão entrem em contradição.

Tudo se sobrepõe ao Ser, sobretudo a persistente duvida,

Assim, se destroem certezas, abalam resistências, mas constroem-se e solidificam-se sentimentos.

NUNCA

desistas de um sonho......
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
:
Se não houver numa pastelaria, procura noutra!

sábado, dezembro 13

FELIZ NATAL

Não sei já quem me disse um dia que eu tinha futuro nestas andanças da música, não me deixaram.....

Amigos, juro que foi o melhor que se conseguiu arranjar, é de coração.

sexta-feira, dezembro 12

PAPA NOEL



Chega de palhaçadas!
Vamos a coisas sérias!
As recordações do natal da minha infância, não contemplam esta figura, a minha imaginação nunca foi estimulada a acreditar no homem vestido de vermelho, mas sim num homem e numa mulher que faziam de tudo para que a minha vida fosse um nadinha diferente da deles em termos materiais, quanto a afectos eles mantiveram os mesmos padrões, não se justificavam alterações, porque o que tinham era muito bom.

Hoje, nesta fase da minha vida, e depois das noticias com que a comunicação social me brinda, veio à minha mente, pedir ao pai natal, porque o outro já não tenho, um " despertador", muito especial, para consciências adormecidas e permissivas à existência de sociedades e democracias, como esta em que vivemos.

Aqui fica o pedido, espero que a primeira e unica vez em que eu peço alguma coisa , seja ouvida. Fica o obrigado antecipado e a certeza que vou estar a olhar para a chaminé e sobretudo para o ano de 2009.

TRISTEZA

Existe muita tristeza no mundo!
Agora mesmo, enquanto estás aqui a ler as tretas que aqui ponho, estão pelo menos 93 milhões de pessoas a fazer amor e tu agarrado(a) ao computador.
É triste!
(Sempre há gente com muita imaginação)

SONHO I


Sempre sonhei ver ao vivo grandes artistas tipo, Toy, Ágata, Tony Carreira, Quim Barreiros e muitos outros.
Um desfile onde todos estivessem juntos, isso, era a perfeição e ainda por cima a um preço de custo de 10 euros aproximadamente, olhem nunca esperei sinceramente.

Pelo andar da carruagem vou mesmo vê-los todos, no Natal dos Hospitais ao vivo e os 10 euros é o preço de custo da taxa moderadora, porque, parece que levei uma carga de porrada.
Logo agora que eu dei por concluída a decoração da minha árvore de natal, que desde o dia 1 do corrente mês iniciei, e olhem que ficou bem mais gira que a dos hospitais onde normalmente estes eventos decorrem. ( Acho que não vou conseguir separar-me dela)

quinta-feira, dezembro 11

LUA


Os entendidos na matéria dizem que a Lua é o planeta regente do meu signo, nã sei o que isto significa, o que eu sei é que a magana tem influências nefastas sobre a minha pessoa, senão vejamos:
- Põe-me a ouvir música pa boi dormir,
- Põe-me a olhar pó céu horas seguidas, sonhando, nã se sabe muito beim com o quê,

Isto tudo pra queim?
Em uma pessoa atingindo uma certa idade, coitada, é muito triste, olha, é melhor dêxarem-na estar, há-de-lhe passar.

Mas q´isto tudo nã podem ser boas influências, nã são concerteza.
Bendito seja, sempre há gente munto vazia, munto fútil, tanta bocanice junta.

terça-feira, dezembro 9

AMIGOS

O Instituto de meteorologia prevê nevoeiro intenso, não se vai ver a ponta de um corno, por favor orientem-se pelo outro.
Acabadinha de chegar via telele, inda tá quentinha.

segunda-feira, dezembro 8

RUAS


estreitas, as sombras espalham-se em manchas pelas velhas paredes. O olhar sobe para o universo, infinito que nos faz sentir um ínfimo pontinho desafiando medos e solidão.
Um arrepio percorre todo o corpo quando pela mente passa o abandono. Uma fuga rápida ao casulo que protege, acaricia e mima, a solidão assim, é partilhada e subitamente o rodopio nos braços fortes da ternura.
Mãos que seguram com força um amor que não se quer perdido, num olhar intenso - ficas para sempre?

domingo, dezembro 7

YENTL

Grande filme, uma voz maravilhosa.

MACACADAS II



Atingi um tal nível de distracção na minha vida, que decidi-me pelo auto-internamento em unidade psiquiátrica antes que mais alguém, pr´alem de mim, corra riscos, e olhem que desta vez nã teve piada nenhuma, juro.
Privei a progenitora do fim de semana do congresso do meu partido, este, pensei, vou mimá-la e compensar as ausências, toca de esmerar na cozinha fazendo tudo o que ela gosta, incluindo o bolinho da ordem, dito e feito, tudo bem.
Terminada a tarefa achei que havia sujado demasiado o forno, então abre-se o armário da cozinha que acomoda todo o material necessário a estas e outras intervenções e vá de pulverizar o forno, ainda bem quente, pasmo meu porque o dito cujo não faz a espuma esperada e que supostamente limpará a sujidade - mas que merda é esta, isto deve tar fora de prazo e já não faz efeito, bora pôr mais uma miguelha a ver se funciona ( este foi o pensamento em alto), nada, ajoelho-me no chão e vá de esfregar, e vá de ficar com a esponja da loiça toda engordurada - mas esta treta nunca me fez isto, bem se calhar é mesmo porque estava muito quente, vamos lá agora pôr mais um bocado que isto já está frio, volto ao armário e saco outra embalagem, espanto meu havia pulverizado o forno por duas vezes com "RAID baratas e formigas"e não Forza fornos como deveria, as embalagens são parecidíssimas e o resultado, olhos vermelhos e a lacrimejar, espirros durante quase 40 minutos, e vómitos, porque quase enfiei a cabeça dentro do forno para lhe tirar a gordura toda, portanto ficou bem aspiradinho por mim o RAID.

sábado, dezembro 6

MACACADAS



Sabe o que é a Meia Idade?
É a altura da vida em que o trabalho já não dá prazer… …e o prazer, começa a dar trabalho!
( Mais uma das que me são enviadas)

quarta-feira, dezembro 3

NOITE

Alfama Madragoa Bairro Alto
tu cá tu lá num barco de brincar
metade de Lisboa à espera no asfalto
e já meia saudade a navegar...

Vou pela rua
desta lua
que no meu Tejo acende o cio
vou por Lisboa maré nua
que desagua no Rossio



Na praça da Figueira ou no Jardim da Estrela
num fogareiro aceso é que ela arde
ao canto do Outono à esquina do Inverno
o homem das castanhas é eterno

Não tem eira nem beira nem guarida
e apregoa como um desafio
é um cartucho pardo a sua vida
e se não mata a fome mata o frio

Ao pé de um candeeiro acaba o dia
voz rouca com o travo da pobreza
apregoa pedaços de alegria
e à noite vai dormir com a tristeza



Sempre sempre apaixonados
mesmo que a tristeza doa
namorados de Lisboa!



Namorados de Lisboa
à beira Tejo assentados
a dormir na Madragoa
namorados de Lisboa
num mirante deslumbrados
a beira-verde acordados
namorados de Lisboa!












Azulejos da cidade
numa parede ou num barco
são ladrilhos da saudade
vestida de azul e branco



Minha varina
que chinelas por Lisboa.
Em cada esquina
é o mar que se apregoa.
Nas escadinhas
dás mais cor aos azulejos
quando apregoas sardinhas
que me sabem como beijos.
Os teus pregões são iguais à claridade
caldeirada de canções
que se entorna na cidade.



O Amarelo da Carris
vai de Alfama à Mouraria
quem diria!
Vai da Baixa ao Bairro Alto
trepa a Graça em sobressalto
sem saber geografia.


Alguém diz com lentidão:
"Lisboa, sabes..."
Eu sei. É uma rapariga
descalça e leve,
um vento súbito e claro
nos cabelos,
algumas rugas finas
a espreitar-lhe os olhos,
a solidão aberta
nos lábios e nos dedos,
descendo degraus
e degraus
e degraus até ao rio


Eu sei. E tu, sabias?

(Poemas de ArY dos Santos e Eugénio de Andrade)

segunda-feira, dezembro 1

SOMOS MUITOS........MUITOS MIL

Um comunista nunca caminha sózinho...........



As folhas secas revoluteiam no ar e pairam no chão sem vida,
a estas, o PCP respondeu, em uníssono - SOMOS MUITOS, MUITOS MIL PARA CONTINUAR ABRIL


Nós comunistas, porque nos batemos por elevados padrões éticos, resistimos sempre trabalhando para que um dia, o fim do capitalismo chegue, porque esse fim vai chegar, urge nós todos, juntos, cantarmos a Internacional............


Aqui foram propostas alternativas de governação, sugeridos caminhos, assinalaram-se centenários, referenciaram-se filósofos, poetas, cantores, escritores, musicos e politicos que fizeram história e são referência para tantos MIL


Foi assim este fim de semana, que eu voltei a viver e sentir o que só um comunista sente nestes momentos, e mais uma vez é lembrado que a nossa acção é determinada pela defesa de direitos, pela luta junto dos trabalhadores, dos oprimidos e do proletariado, criado pelo capitalismo.

" Neste mundo em convulsão
não terás felicidade
se pensamento e acção
a vontade e decisão
te não dão a liberdade

......................................

Do mundo que é opressor
não podes esperar ventura,
porque a ti trabalhador,
nunca os ricos dão valor
e só querem na escravatura."

Francisco Miguel Duarte